Gazeta São Mateus

EcoUrbis participa de ação global de plantio de árvores

EcoUrbis participa de ação global de plantio de árvores

EcoUrbis participa de ação global de plantio de árvores
abril 03
14:04 2017

O aterro sanitário São Mateus, localizado na zona leste de São Paulo, teve no domingo, 19/03, um dia bastante agitado. Uma força-tarefa composta por profissionais de diversas áreas da EcoUrbis esteve no local para plantar 300 mudas de diferentes espécies de árvores nativas da Mata Atlântica.
Desativado em meados da década de 1980, o aterro é monitorado pela EcoUrbis desde 2004, quando a concessionária iniciou a prestação dos serviços de coleta, transporte e destinação final ambientalmente adequada de resíduos domiciliares, materiais recicláveis e resíduos dos serviços de saúde.
Em média, gira em torno de 30 anos o prazo para a decomposição total da matéria orgânica que gera biogás e chorume em um aterro e, após esse período, a área pode ser transformada em parque público ou utilizada para outros fins.
O aterro sanitário São Mateus fica próximo ao Parque do Carmo e, se houver interesse por parte da municipalidade, ele poderá ser integrado àquele espaço. Todas as mudas plantadas no aterro foram produzidas no Viveiro EcoÍris. Criado pela EcoUrbis em 2009, em quase oito anos de operação o EcoÍris já produziu mais de 165 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica.
Além de contribuir para ampliar ainda mais sua revegetação, a decisão de plantar as 300 mudas no aterro São Mateus também foi uma forma de a EcoUrbis apoiar a Prefeitura de São Paulo no âmbito da Tree Planting Day (em português, Dia de Plantação de Árvores), uma ação global de plantio de árvores promovida em mais de 150 países pela rede internacional ENO (Environment Online).
Criada em 2000, a ENO desenvolve ações alinhadas com o PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) e Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), entre outras organizações.
O primeiro Dia de Plantação de Árvores promovido pela ENO foi realizado em 21 de setembro de 2004, data em que é comemorado o Dia Internacional pela Paz e no mesmo ano em que a professora e ecologista queniana Wangari Maathai recebeu o Prêmio Nobel da Paz por plantar árvores. Ela foi a primeira mulher africana a ser agraciada com um Nobel da Paz.

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment